Você sabe quanto custa contratar um desenvolvedor?

Quem trabalha ou contrata na área de TI está cansado(a) de saber que o mercado está em alta e é competitivo.

Encontrar os profissionais adequados para a sua empresa é apenas um dos desafios da contratação de pessoas desenvolvedoras.

O processo completo envolve definição e assimilação do escopo e requisitos da vaga, divulgação, hunting, triagem, entrevistas, testes e feedback etc.

E claro, um caixa preparado para pagar a faixa salarial deste tipo de profissional.

Isso sem quantificar aspectos indiretos, como a construção de um forte employer branding, que interfere na atratividade da vaga, e irá influenciar no tempo que a posição levará para ser preenchida.

Esse processo envolve muito tempo do gestor de TI e mais ainda do profissional de RH.

Muitas vezes, o tempo e os gastos relativos a esses profissionais não são contabilizados. Veja a ferramenta que criamos para conseguir realizar esse cálculo.

Mas são eles que, além das plataformas, compõem os gastos do processo, e de forma mais direta do que muitos pensam.

Entenda a seguir e quantifique os custos pra contratar um desenvolvedor:

Custos com gestor

O gestor da área, muitas vezes será um dev sênior, com atividades e remuneração relevantes.

Essa pessoa é essencial para a definição do escopo de vagas de tecnologia, com aspectos como os requisitos técnicos, habilidades desejáveis, expectativas, atividades a serem desempenhadas, stacks que serão empregadas.

Normalmente, essa pessoa tem influência nas entregas e na dinâmica de outros colaboradores. O processo de contratação irá tomar um tempo dessa pessoa, fazendo com que ela se ausente em alguns momentos e projetos.

Por isso, focar o tempo dessa pessoa em questões relativas à contratação para uma vaga, provavelmente, não é algo muito produtivo.

Assim, ela deixará de realizar suas atividades normais e mais estratégicas, tendo ainda o mesmo custo para a empresa, considerando o seu salário por hora.

Custos com RH

O time de RH irá ativamente procurar e encontrar o novo dev. Antes de tudo, a pessoa responsável pela vaga deve entender com o gestor de TI quais são as especificações técnicas da vaga.

E então trabalhar focado naquele perfil, alinhando aspectos comportamentais e culturais referentes à empresa.

Na maioria das vezes, o profissional de RH exerce em uma empresa diferentes funções, que vão além de recrutamento e seleção de novos profissionais.

É também de responsabilidade do RH, processos como:

  • onboarding;
  • employer branding;
  • implementação de avaliações de desempenho;
  • pesquisas de clima;
  • acompanhamento de performances;
  • tratar de salários e benefícios;
  • plano de carreira;
  • reuniões individuais e resolução de conflitos.

Contratação de desenvolvedores em etapas

A etapa de triagem e entrevistas toma bastante tempo e envolve a agenda de mais de uma pessoa, o que pode tornar o processo moroso.

Ao mesmo tempo, entrevistar alguém para cargos técnicos pode ser mais produtivo e efetivo se for uma tarefa conduzida por alguém com conhecimento no assunto, como um RH Tech.

O momento de dar feedback para os candidatos muitas vezes é negligenciado.

Mas o feedback e o bom relacionamento durante esse processo, até mesmo para quem não for aprovado, é muito benéfico.

Isso pesa muito no conceito de NHS (Net Hiring Score), métrica de RH que mede a satisfação dos candidatos durante o processo seletivo.

Assim, a empresa consegue atrair mais candidatos interessados nas próximas vezes e reforça a imagem da sua empresa como marca empregadora, o famoso employer branding.

 

O employer branding da sua empresa é algo que merece muita atenção do time de RH.

Uma empresa com imagem ruim terá muita dificuldade em atrair bons candidatos para as suas vagas, mesmo contando com o melhor time de recrutamento.

Assim como fica mais difícil a retenção desses profissionais, já que o mercado de TI é bem aquecido e os devs têm escolhas.

Considerando tudo isso, é importante ser estratégico na definição de demandas e prioridades.

Por exemplo, recrutamento e seleção, principalmente na área de TI, é algo que toma bastante tempo, e as horas que essa tarefa levará para ser concluída não estão sob seu controle.

O tempo gasto depende diretamente do grau de complexidade da vaga, dos benefícios e atratividade da empresa, o que pode variar bastante.

Portanto, se o RH pode delegar essas tarefas, será que não faz sentido?

Custos com plataformas

Job boards e anúncios no LinkedIn são formas de buscar maior alcance para as suas vagas. Se a divulgação não está no canal certo, não chega nas pessoas certas e você dificilmente encontrará o dev ideal.

É interessante ter em mente que esses anúncios deverão ser divulgados e re-divulgados e ter visibilidade suficiente até a vaga ser fechada. E isso terá um custo.

Testes comportamentais ou psicológicos e validação técnica são muito importantes para que o fit do candidato seja comprovado e para evitar contratações erradas.

É essencial que exista alguém capaz de receber e analisar os resultados de forma certeira, tanto comportamentais quanto técnicos.

Hackathons e desafios são super legais para complementar essa seleção por competência. Normalmente, são opções que demandam maior trabalho e investimento.

Portanto, se optar por realizá-las esteja preparado e com algumas pessoas responsáveis de dedicação exclusiva.

COV

O COV Cost of Vacancy é o valor que sua empresa está deixando de ganhar com a ausência do profissional que ainda não foi contratado, referente a cada dia de vaga aberta. Lembrando que todo funcionário tem participação na geração de receita da empresa.

O valor do COV leva em conta qual é a influência que essa pessoa terá na empresa, nos processos e no restante do time.

Quanto custa contratar um desenvolvedor?

Juntos, todos os aspectos citados determinam quanto custa contratar um desenvolvedor.

Os gastos com os profissionais envolvidos, plataformas e o tempo de contratação. Tudo isso tem um custo, e deve ser documentado e analisado.

Precisa de ajuda com isso?

 

Quando você já sabe quais fases devem receber maior investimento de trabalho, tempo e dinheiro, é possível ter maior controle e planejamento.

Se o total der maior que o salário

Se o gasto com o recrutamento e seleção desse candidato estiver sendo maior do que o salário que você pretende pagar para essa pessoa, tenha em mente que você poderia estar gastando menos.

Além de ocupar o tempo do gestor e RH, você já está gastando com essa vaga mais do que planeja investir nela. Fique ligado(a)!

O que será que dá para mudar?

Se o total der menor que o salário

Se o gasto com o recrutamento e seleção desse candidato estiver sendo menor do que o salário que você pretende pagar para essa pessoa, isso pode ser um bom sinal.

Mas fique ligado, você ainda está ocupando o tempo do gestor e RH, que poderiam ser mais estratégicos.

Conclusão

Ter conhecimento de quanto custa contratar um desenvolvedor na sua empresa, dentro da sua realidade e dados, é importante para começar a entender como é possível ser mais estratégico.

Muitas vezes, as empresas ficam receosas em buscar por serviço de recrutamento especializado em TI, pois já têm recrutadores internos, ou não têm muito orçamento disponível. E tudo bem! Mas será que essa decisão realmente é uma economia?

Ficou na dúvida?

Converse com os nossos especialistas da Vulpi para não só diminuir os custos com contratação, mas garantir que você encontrou a pessoa desenvolvedora certa para a vaga.

 

 


Maria Clara Moura

Maria Clara Moura

Maria Clara é Analista de Marketing na Vulpi 💜 Tem experiência em Marketing Digital, Inbound, Outbound e Produção de Conteúdo. Focada em gestão de oportunidades e atração de novos negócios.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *