Sabemos que o processo de recrutamento e seleção de profissionais de TI não é uma tarefa fácil. Além do entendimento do perfil, é necessário também fazer a validação técnica e avaliar o fit cultural do candidato com a empresa. Saber conduzir uma boa entrevista é fundamental e não é uma tarefa nada fácil. Para um processo estratégico, entenda agora a construção de uma avaliação e saiba quais perguntas que não se deve fazer a esses profissionais em uma entrevista.

 

Como encontrar candidatos e candidatas ideais?

Existem etapas para o processo de recrutamento e seleção que precisam ser respeitadas. E antes de qualquer entrevista, é preciso dedicar tempo na fase de atração de pessoas. Tudo começa na descrição da vaga.

Um job description completo e com informações relevantes é o primeiro passo para um processo mais assertivo. Descreva detalhadamente o máximo que conseguir: sobre a empresa, o projeto de tecnologia, o propósito, o que a empresa vai desenvolver e como esse profissional irá contribuir. Pense desde as exigências profissionais às habilidades culturais desejadas. Tome cuidado com os erros técnicos na descrição da vaga. Lembre-se de que o interesse da pessoa começa neste momento. 

É importante que a pessoa tenha confiança e se sinta confortável com a função, mas também com a empresa e o que é esperado dela nos aspectos culturais e comportamentais.  Com isso, ela ficará à vontade para se candidatar na vaga.

Antes de publicar verifique se a sua vaga está alinhada. Isso significa que ela descreve bem os requisitos necessários, possui informações relevantes, exige as tecnologias necessárias para o projeto (sem excessos) e possuem salário compatível com o mercado.

Após as candidaturas, volta o trabalho do RH com a verificação dos currículos, análise técnica e outras validações necessárias. Depois da pré-seleção de alguns candidatos, partimos para a entrevista individual.

 

Perguntas em uma entrevista individual com profissionais de TI

Assim como em qualquer processo seletivo, escolher bem as perguntas a se fazer é fundamental. Seguir um script é importante, mas saber adequar as perguntas para a área de atuação é essencial. E não só à área, mas também ao cargo, funções, etc. Então, conheça bem o que é a área de TI, quais são suas necessidades e como um candidato ajudará no time dentro da empresa.

Para além do entendimento do perfil do profissional, considere uma pessoa da área para avaliação técnica. Em muitos casos, existem detalhes que só especialistas saberão identificar em uma conversa ou em um teste.

 

Quais perguntas não devo fazer em uma entrevista?

Na hora de preparar o questionário para a etapa individual do processo seletivo, é importante observar como as perguntas serão construídas. Para isso, escolha fazer perguntas onde você não vai incentivar uma resposta pronta ou que já tenha uma resposta já esperada. Veja alguns exemplos:

 

Quais são as suas habilidades técnicas?

É claro que é importante saber quais são as habilidades técnicas de uma pessoa da área de TI. Mas será que essa é a pergunta ideal? Descreva previamente quais necessidades serão trabalhadas, quais as qualificações necessárias, certificações, linguagens, metodologias, dentre outros detalhes.

Tenha também em mãos a descrição do trabalho, para ver se o detalhamento do dia a dia da pessoa bate com o que é preciso. A entrevista técnica em TI precisa ser bem elaborada e com olhar estratégico para que você possa tirar o melhor do candidato, assim como ter todas as suas dúvidas respondidas.

Você trabalha bem em equipe?

Ao invés de perguntar “Você trabalha bem em equipe?”, escolha elaborar melhor a pergunta. Veja essa sugestão: “Pense em alguma situação profissional em que você precisou trabalhar em equipe e houve um conflito. Como você reagiu? Qual foi o seu papel para a resolução?”

Perceba que com a pergunta “Você trabalha bem em equipe”, as pessoas podem responder apenas “sim” e isso não te agrega nenhuma informação para avaliação. Concorda? Sem contar que pode ser que a pessoa possa ter respondido apenas pelo fato de achar que essa habilidade é importante para a empresa e não, necessariamente, porque ela trabalha bem em equipe.

Quando trocamos para “Pense em alguma situação profissional em que você precisou trabalhar em equipe e houve um conflito. Como você reagiu? Qual foi o seu papel para a resolução?”, estamos estruturando a questão de forma neutra e com possibilidade de extrair o máximo de informações da pessoa em relação à habilidade. Neste caso, a pessoa entrevistada pode mostrar como lidou com alguma situação real e quais foram suas ações em relação à ocasião, demonstrando que ela sabe lidar (ou não) com o trabalho em equipe ou o quanto o episódio contribuiu para esse aprendizado.

 

Extra

Agora que você já sabe como criar um questionário eficiente, levantamos mais algumas perguntas com estrutura que você não deve fazer em uma entrevista com um profissional de TI. Aproveite para treinar e adaptar da forma correta:

 

– Você se atualiza tecnicamente?

– Como você lida com pressão e prazos apertados?

– Você sabe administrar suas prioridades no trabalho?

– Se você está envolvido em algum projeto e alguém te demanda outra tarefa, você faz?

 

Pronto! Agora você já entende melhor sobre o assunto e a importância do fit cultural para atração de novos talentos. Esperamos que todas as dicas possam ter ajudado para os próximos passos da contratação.

E, se precisar de ajuda para encontrar e contratar profissionais de TI com assertividade, conte com a Vulpi!

Categorias: Extras

Megan

Megan

Conheça a Vulpi! Temos o propósito de tornar mais simples e eficaz o processo de recrutamento e seleção de desenvolvedores de software.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *