A empresa onde você trabalha está com um processo seletivo em andamento e precisa preencher uma vaga?

Para auxiliar os profissionais responsáveis pelo recrutamento de novos colaboradores, já existem diversos mecanismos específicos usados para otimizar os processos de recrutamento.

Ainda que a dinâmica de contratação pareça simples, os responsáveis precisam estar atentos a diversos fatores. É importante que os profissionais de Recursos Humanos saibam que muitos elementos devem ser levados em conta na hora de contratar um profissional.

Pensando nisso, vamos te mostrar 7 dicas incríveis para otimizar os processos de recrutamento e seleção, tornando-os mais rápidos e eficazes. Confira!.

1. Recrutamento interno

O caminho mais comum para encontrar um novo talento é anunciar uma vaga em sites e comunidades especializadas, ou solicitar ajuda a uma consultoria de recursos humanos. Contudo, essa pessoa pode não estar no mercado de trabalho, mas sim dentro de seu atual quadro de funcionários.

Avalie as necessidades da vaga e detecte o perfil de profissional que ela necessita. Em seguida, veja qual funcionário apresenta essas características. Ao invés de contratar, pode ser o momento de promover alguém de sua equipe.

Esse tipo de prática tende a trazer mais agilidade ao processo de seleção, além de torná-lo menos dispendioso para a empresa.

2. Use testes de conhecimento

Se a sua vaga exige um profissional com experiência, utilizar testes de conhecimento ajudará a obter um resultado mais preciso na hora de contratar.

Tanto de forma teórica, por meio de provas e redações, até mesmo de maneira prática, essas ferramentas ajudam o recrutador a ter uma visão mais clara sobre os conhecimentos do candidato.

3. Desenvolva dinâmicas de grupo

A facilidade de comunicação, o bom trabalho em equipe e saber conviver em grupo são pontos positivos e que todo profissional deve ter.

Para obter uma visão mais apurada sobre esses aspectos em seu processo seletivo, a melhor solução é aplicar dinâmicas de grupo entre os candidatos.

As pessoas costumam reproduzir determinados modelos comportamentais no convívio cotidiano, portanto exercícios como estes permitem que o contratante saiba como determinada pessoa se comporta diante das situações.

4. Utilize as redes sociais e plataformas

Não se engane ao pensar que as redes sociais servem apenas para se relacionar com parentes e amigos, é grande o volume de pessoas que as utiliza diariamente, por isso é considerado um terreno fértil para encontrar bons profissionais.

Atualmente, o mercado dispõe de diferentes soluções que auxiliam profissionais de recursos humanos, podendo ser decisivos dentro de um processo de seleção.

Para tanto, é preciso definir duas ou, no máximo, três redes para usar e depois iniciar uma estratégia de divulgação de vagas. O “tom” empregado na mensagem da vaga pode variar muito de acordo com cada empresa.

Algumas startups elaboram mensagens mais descontraídas, enquanto bancos e outras corporações preferem textos mais sóbrios. Pode-se adotar um meio termo.

Existem algumas redes sociais e plataformas, como o Linkedin e a Vulpi, voltadas para o relacionamento profissional. Nelas, é possível criar conexões entre empresa e empregado, sendo ótimas alternativas para que recrutadores avaliem o perfil e habilidades de determinado candidato.

5. A tecnologia pode otimizar processos de seleção

O mercado dispõe de diferentes ferramentas que auxiliam em uma série de fatores durante os processos de contratação.

O uso da tecnologia ajuda no manejo de um banco de dados e análise dos candidatos. Atualmente, existem até mesmo softwares que traçam o perfil comportamental dos candidatos.

Os avanços tecnológicos permitem ainda que uma entrevista seja realizada em vídeo conferência usando aplicativos como o Skype, por exemplo.

Atualmente, mais do que apenas preencher os requisitos de uma vaga, é necessário estar atento ao profissional que melhor desempenha essas funções.

Os novos métodos e ferramentas para otimizar os processos de seleção podem ajudar os recrutadores a tomar decisões mais adequadas durante uma contratação.

RECEBA GRÁTIS O E-BOOK - RHTECH

6 – Construa uma forte marca empregadora

Encontrar e atrair talentos não é uma missão fácil. Aliás, é importante destacar que o Brasil está entre os cinco piores países do mundo para adquirir mão de obra qualificada. Para vencer essa barreira, é preciso investir no employer branding.

Em português, esse nome significa “marca empregadora”. Refere-se à construção de uma identidade para a empresa capaz de atrair profissionais acima da média, engajando-os a participar do processo seletivo. As companhias mais bem-sucedidas já investem no assunto.

7 – Preocupe-se com os valores

Para finalizar, é importante salientar a necessidade de buscar profissionais que tenham valores próximos aos da organização.

Desse modo, é possível contratar gente com aderência ao cargo, à equipe de trabalho e à cultura organizacional.

E você, o que achou das nossas dicas? Comente abaixo e conte como são os processos de contratação da sua empresa.


Avatar

Fellipe Couto

Fundador da Vulpi, já ajudei diversos clientes a encontrarem os melhores desenvolvedores para suas empresas. Apaixonado por empreender e transformar o mercado de desenvolvedores através de oportunidade de carreira e reconhecimento.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *