Muitas vezes utilizamos os mecanismos de buscas para encontrar o que estamos procurando. Mas nem sempre encontramos. Às vezes, por não utilizarmos as palavras-chave corretas. Ou pelo fato do mecanismo não entender o que estamos buscando. Quando estamos procurando por candidatos, nosso principal objetivo é ser o mais assertivos possível. E, claro, encontrar opções que casam com o nosso foco profissional e experiência, certo? Mas como ser mais assertivo nas nossas buscas? E, afinal de contas, o que é uma busca booleana? Como ela se encaixa em tudo isso?

Neste texto vamos te explicar tudo isso.

 

Surgimento da busca booleana

Ainda no século XIX foi criado uma lógica matemática chamada de lógica booleana pelo matemático inglês George Boole. Que consistia em combinar e excluir certos conceitos nas bases de dados. Essa teoria consiste numa aplicação lógica aos sistemas de pesquisa. Tudo para refinar as buscas para encontrar informações mais relevantes e equivalentes à intenção do usuário.

Como isso se aplica no processo de recrutamento e seleção?

Hoje em dia, a busca booleana ajuda, principalmente, os recrutadores a restringir os resultados. Sejam eles em sites de buscas ou em redes sociais como o LinkedIn. Mas como aplicar a metodologia no dia a dia?

 

Busca boolena na prática

O primeiro passo para utilizar a busca booleana é ter estrategicamente exatamente o que você quer encontrar com os detalhes mais importantes da busca. No caso da busca por pessoas candidatas, é importante ter em mente os requisitos, cargos, localização, etc. Tudo isso para conseguir ter o fit perfeito entre profissionais e as oportunidades da empresa. 

A busca booleana funciona através de operadores, sendo eles: AND, OR e NOT (E, OU e NÃO em Português). E cada um serve para limitar, esconder ou definir a pesquisa.

O sistema do Google funciona automaticamente colocando o AND na sua pesquisa entre as palavras que está buscando.

Por exemplo, ao buscar “pé de jabuticaba”, o Google entende como “pé AND de AND jabuticaba”.

Por isso utilizar os outros recursos, ajudam a limitar as buscas.

Ah, é importante mencionar que os operadores devem estar em letras maiúsculas na hora de realizar a busca. Entenda no detalhe, para usar na prática:

 

O AND – Adição:

O primeiro operador de busca associa duas ou mais palavras como requisitos para a sua busca. Além disso, ele vai atrás de resultados mais específicos. Lembrando que com o AND, você está querendo dizer que são termos obrigatórios para a sua pesquisa.

Por Exemplo: analista de TI AND São Paulo.

Vão ser acionados sempre analistas de TI que estão em São Paulo.

OR – Alternativa:

Diferente do AND, o operador de busca OR dá flexibilidade à sua pesquisa. Os mecanismos de buscas entendem o OR como diversas opções. Mas sempre deve conter um dos termos que você está buscando.

Por Exemplo: desenvolvimento OR tecnologia.

O resultado será tudo o que está relacionado a Desenvolvimento ou à Tecnologia. 

NOT – Negação:

O terceiro, o “NOT”, serve como um operador de exclusão. Ou seja, quando não quer que apareça algo relacionado àquele termo.

Por Exemplo: analistas de TI NOT Rio de Janeiro.

A busca entenderá que está buscando analistas de TI que não estão no Rio de Janeiro.

 

Além dessas, existem algumas variações que podem especificar ainda mais as suas buscas. São elas:

Uso das aspas em palavras compostas – “ “

As aspas significam aos mecanismos que você quer encontrar exatamente os termos que estão dentro delas. E elas são geralmente utilizadas para palavras compostas.

Exemplo: “Developers Relations” irá aparecer exatamente nas buscas resultados que possuem exatamente essa expressão.

Uso dos parênteses na busca booleana para agrupar: ()

Quando tiver mais familiaridade com os operadores booleanos, este fator será importante. Este fator passa a ser utilizado como equações matemáticas, condicionando o termo que você busca.

Por exemplo: “analista AND (TI OR Desenvolvimento)”

O que está entre os parênteses vira uma condição. Quer dizer que sugestões correspondentes a analista de TI ou analista de desenvolvimento aparecerão. 

 

Benefícios da Busca Booleana

Em conclusão, os operadores booleanos nos ajudam a segmentar mais as nossas buscas e trazer resultados efetivos. Principalmente nos momentos de encontrar candidatos de TI que possuem características específicas, como o uso de linguagens e frameworks.

Se você está em busca desses profissionais, pode usar o LinkedIn para a pesquisa. Porém, se quiser agilidade, tecnologia e inteligência nesse processo, conheça o FAST. A solução da Vulpi que envia os melhores profissionais para a sua demanda em até 7 dias.

Clique aqui para conhecer e saber mais.


Laura da Vulpi 💜

Olá, sou publicitária, com especialidade em marketing de relacionamento e Inbound Marketing. Sou apaixonada pelo universo da tecnologia e hoje ajudo a conectar empresas com profissionais de TI. Transforming careers through Education and Technology 💜

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *