Recrutar e selecionar talentos é sinônimo de investimento de tempo e recursos. Dessa forma, é normal querer o melhor resultado para a tarefa. E nem sempre tudo depende exclusivamente do RH. Ao longo das etapas, os profissionais podem querer abandonar o processo. Para evitar que isso continue acontecendo, nada melhor do que entender os motivos que levam os candidatos a desistir da vaga.

Falta de informação – um dos principais motivos para o candidato desistir da vaga

A gente sempre fala da importância de um job description bem feito. Pois bem, não é à toa. A falta de informação é um dos motivos que fazem candidatos desistirem da sua vaga. Ou seja, não adianta atrair os melhores talentos com conteúdos incompletos. Em algum momento você terá que entrar em detalhes e essas informações podem não agradar. Então, seja como for, inclua todos os dados necessários na descrição da vaga. Deixe que as pessoas decidam se querem se candidatar ou não. Assim, evitamos surpresas ao longo do processo.

Então, em primeiro lugar, garanta que todas as informações estão completas. Independente da etapa, sempre reforce os dados para alinhar as expectativas com o candidato. E, acima de tudo, abra sempre espaço para que o candidato tire dúvidas.

Falta de transparência

A falta de transparência está muito ligada à falta informação. Neste caso, os dados existem, porém estão confusos. Em síntese, sempre dizemos que do mesmo modo que as pessoas precisam de informações, estas precisam ser transparentes.

Se o candidato percebe que algo está sendo escondido ou mal explicado, pode causar desconforto e até uma impressão ruim da sua empresa. Ou seja, é importante que você não deixe as informações mal resolvidas. E sempre que não souber de algo na hora da entrevista com o profissional, responda posteriormente, após resolvê-la com quem precisa. 

Usabilidade ruim – a experiência ao se candidatar pode ser um dos motivos para desistir da vaga

A má usabilidade na hora de se candidatar a uma vaga, também é um motivo de desistência. Imagina só entrar em uma página de oportunidade e ter dificuldade de achar onde anexar um documento ou até mesmo o botão de enviar? Ter uma baixa taxa de candidatura por causa de um formulário confuso ou com inconsistências, é mais comum do que imaginamos.

Outro erro de usabilidade muito visto, tem relação com a acessibilidade. Muitas empresas não param para pensar que a informação deve chegar a todas as pessoas. Para isso, sua página precisa ser acessível para qualquer pessoa e em qualquer condição, seja ela momentânea ou permanente.

Má reputação

Nem só o que é escrito na página de candidatura é a informação que o candidato tem acesso na hora de se candidatar a uma oportunidade. É comum que profissionais pesquisem dados sobre a organização em sites de busca ou redes sociais. Não ter referências sobre a empresa ou ter notícias que provem uma má reputação, pode fazer com que o profissional não queira se associar a empresa. Portanto, é importante que o RH e o Marketing trabalhem juntos neste momento.

Processos longos – um dos grandes motivos que levam os candidatos a desistir da vaga

O tempo é um recurso importante para empresa e também para os profissionais. Isso vale para todas as áreas, mas principalmente quando estamos falando de pessoas candidatas de TI. O mercado para profissionais de tecnologia está muito aquecido e quem participa dos processos, costuma prezar pela simplicidade e rapidez.

Lembrando que não estamos dizendo que este é o único fator de desistência, mas pode ser um dos motivos que influenciam nessa tomada de decisão. Assim como todos os outros tópicos.

Demora no feedback

Sabemos o quanto é corrido para o RH fazer todo o processo de recrutamento e seleção e às vezes falta tempo até para o feedback. Porém, isso não pode acontecer. Existem consequências para ambos os lados a partir dessa ação. Do lado do profissional, pode gerar frustração e desistências futuras. Já para a empresa, pode perder um futuro talento e, ainda, ter sua reputação abalada. Afinal, a insatisfação pode-se espalhar e a consequência é conquistar essa má fama em futuros processos.

Falta de fit com a empresa – um dos motivos para o candidato desistir da vaga

Não é a apenas a empresa que avalia o fit cultural e comportamental do candidato. O profissional também pode (e deve) fazer essa avaliação. Esse tópico, de todos os anteriores, é o único que não pode ser controlável. Ainda assim, é importante se atentar a ele, pois é necessário precisão na hora de comunicar sobre esses pontos. Se você tiver clareza na hora de falar sobre a cultura da empresa, não terá problemas em passar por esse filtro da pessoa candidata.

Para concluir, lembramos que o olhar estratégico para o processo de Recrutamento e Seleção é fundamental para a assertividade das etapas. Tenha em mente o que você tem de fortaleza e pontos a melhorar.

 

Sobre a Vulpi

A Vulpi é uma plataforma especializada no recrutamento e seleção de profissionais de tecnologia. Ou seja, ajudamos a conectar empresas com candidatos.

Temos mais de 5 anos de experiência. Mapeamos os principais motivos que levam os candidatos de tecnologia a desistirem dos processos seletivos. Além disso, produzimos outros conteúdos relevantes para ajudar empresas a encontrar e contratar profissionais de TI.

Precisa resolver suas vagas de TI? Clique aqui e conheça o nosso trabalho.


Laura da Vulpi 💜

Olá, sou publicitária, com especialidade em marketing de relacionamento e Inbound Marketing. Sou apaixonada pelo universo da tecnologia e hoje ajudo a conectar empresas com profissionais de TI. Transforming careers through Education and Technology 💜

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *