Uma empresa com cultura de feedback, além de beneficiar seus funcionários, também adquire vantagens de várias formas. Ele representa muito mais que uma conversa entre pessoas da mesma empresa. O feedback, quando planejado e dado considerando as melhores práticas, incentiva o desenvolvimento, a comunicação e o bom clima organizacional.

Atualmente, os melhores profissionais, principalmente na área de tecnologia, conseguem escolher onde vão trabalhar. E para os profissionais de TI, é normal mudar de emprego até com mais frequência do que as demais áreas. As taxas de turnover são as mais altas.

Portanto, é importante focar em medidas para manter o funcionário engajado. Assim, você evita retrabalho e novos gastos com recrutamento, seleção e contratação para repor pessoas. Além de ter funcionários mais felizes e satisfeitos.

E ter o feedback como prática comum dentro da sua empresa, é uma das maneiras de fazer isso. Neste artigo você vai entender o feedback na prática, quais são suas vantagens e poderá descobrir uma maneira simples de manter um bom clima na sua empresa 

A importância do feedback

Um ponto fundamental que faz o colaborador se sentir valorizado e se enxergar em uma empresa a longo prazo, é a visão de que ele está se desenvolvendo de alguma forma. E esse desenvolvimento precisa ser notado pelos seus gestores e por ele mesmo. Por isso, é essencial que haja o diálogo constante.

O feedback, quando positivo, pode servir como forma de reconhecimento de um trabalho bem feito, o que é muito importante para manter o profissional engajado e interessado. Além de incentivar comportamentos positivos para a empresa.

Essa prática serve também para direcionar o trabalho dos colaboradores, definir planos de ação, oferecer apoio e suporte.

No caso de um feedback negativo, ele deve servir para melhorar a performance do profissional e corrigir comportamentos prejudiciais.

Esse é o momento de guiar o trabalho do profissional e deixá-lo ciente do que pode ser aprimorado. Está diretamente ligado a cultura de desenvolvimento e aprendizado.

Em qualquer um dos casos, o feedback é uma maneira de incentivar a comunicação e transparência dentro da empresa. Isso ajuda os colaboradores a se sentirem parte da empresa, deixando-os mais abertos a mudanças e a contribuições.

Como dar Feedback

Para dar feedback, seja para seu líder, seus liderados ou colegas, é importante planejar antes. Pense em tudo que precisa ser dito e o porquê. Entender a motivação do feedback é fundamental. O que você quer falar precisa ser útil e construtivo. Reflita se sua motivação é apenas um incômodo pessoal, se for, repense se é mesmo necessário.

A partir do momento que está definido que essa conversa vai acontecer, encontre o melhor timing. O momento deve ser propício. Além disso, escolha o ambiente com cuidado. O lugar precisa ser calmo, privado e sem interrupções.

Ao dar o feedback, as suas palavras devem focar em dados e em comportamentos passados, não na pessoa. Sempre que possível, é legal apresentar números e situações que exemplificam o que está sendo dito. Você deve evitar que o seu comentário seja levado para o lado pessoal. Nesse momento, o julgamento precisa ser deixado de lado.

O feedback deve funcionar como uma discussão colaborativa, onde o que for falado pode ser discutido e gerar planos de ação criados em conjunto.

Ao final da conversa, é essencial garantir que a pessoa compreendeu tudo muito bem.

Pode ser interessante se basear em alguns métodos conhecidos para servirem de guia no processo do feedback. Por exemplo, existe o método CCIE, como mostra na imagem.

Como receber Feedback

Receber elogios é ótimo e a maioria de nós sabe como reagir. Mas e em caso de críticas? Por mais difícil que seja escutar esse feedback, é fundamental reconhecer o valor da crítica construtiva e tentar entender a perspectiva do outro.

Durante toda a conversa é necessário manter a escuta ativa, se policiar para manter uma postura de ouvinte e não ficar na defensiva.

Ao longo do bate papo e até o momento final, faça perguntas. É importante não deixar nenhum mal entendido e não sair com dúvidas. Esse também é o momento para alinhar expectativas.

Tudo que for conversado precisa gerar muita reflexão, autocrítica e planejamento para ações futuras. É legal ser bem participativo nas definições dessas estratégias e que os dois lados contribuam para que essa seja uma discussão colaborativa.

Conclusão

O feedback bem construído pode gerar muito valor tanto para os colaboradores quanto para a empresa. Ao ser escutado, o funcionário se sente valorizado e sua opinião pode trazer insights importantes para estratégias do negócio. E ao receber feedback, a pessoa tem a chance de melhorar sua performance e postura.

Dentro de um time ou empresa no geral, nunca é legal supor que as informações estão claras e expostas. É necessário falar. Manter uma comunicação aberta evita vários problemas, mal entendidos e gera maior confiança.

É interessante instituir uma cultura de feedback constante e periódico dentro da empresa. Essa conversa deve ser específica e objetiva e é essencial também saber escutar. Comece a praticar! Com o tempo o feedback passa a ser um hábito e acontece de forma natural. Todos têm a ganhar 😉


Maria Clara Moura

Maria Clara Moura

Maria Clara é Analista de Marketing na Vulpi 💜 Tem experiência em Marketing Digital, Inbound, Outbound e Produção de Conteúdo. Focada em gestão de oportunidades e atração de novos negócios.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *