Cometer erros na contratação de um Profissional de TI é o que mais acontece quando você não entende como funciona o mercado de tecnologia. Em nosso artigo 10 dicas para se tornar um It Recruiter, mostramos o caminho para você aprender a dar os primeiros passos em sua carreira. Agora, vamos listar 5 erros comuns que são cometidos e podem atrapalhar o sucesso ao contratar.

Confira algumas dicas incríveis de como reverter o quadro e ser mais assertivo!

#Erro 1 Divulgação de vaga desalinhada

É comum vermos vagas com uma lista gigantesca de stacks tecnológicas obrigatórias. Isso sem falar que muitas não apresentam a empresa de forma atrativa e nem chegam a falar sobre o projeto. Aliás, ao ver uma vaga desse tipo, a Pessoa Desenvolvedora sempre se pergunta:”- Será mesmo que esse Profissional de TI existe?”.

Para evitar que isso continue acontecendo, separamos alguns passos que vão te ajudar a divulgar sua oportunidade de forma mais assertiva e sem correr o risco de espantar os profissionais.

– Apresente a empresa de forma atrativa, mas também resumida. As pessoas costumam não ler grandes testamentos e podem acabar desistindo de candidatar em sua vaga.

–  Objetivo – entenda muito bem a razão dessa vaga ter sido aberta. Qual é a importância desse profissional em seu projeto? Que dor ele está vindo resolver? Como será o impacto do trabalho dessa pessoa na evolução do produto?

– Projeto – o que ele fará em seu dia a dia? Quais são as regras de negócio? Como a equipe se organiza? Qual metodologia de projeto é utilizada e como isso impacta o trabalho?

– Qualificações – quais os requisitos mínimos para que a Pessoa Desenvolvedora precisa ter para executar um bom trabalho. Quais são os requisitos desejáveis que se essa pessoa tiver, vai brilhar os olhos?

– Informações adicionais –  Exemplifique a remuneração, o local, o modelo de trabalho e os benefícios (e se sua empresa tiver muitos, crie um tópico somente para isso). Não se esqueça de listá-los de forma detalhada. 

Por exemplo: Plano de saúde – é cobertura total ou coparticipativo. Aceita dependentes? Tem desconto em folha? A partir de quanto tempo de empresa tenho direito? Vale Refeição ou Alimentação – Qual o valor? Tem desconto em folha?

Erro # 2 Validação técnica sem conhecimento

Muitas Pessoas Recrutadoras de Tecnologia são responsáveis pela contratação de vários cargos diferentes com escopos muito distintos, e ninguém espera que sejam especialistas em todos eles. No entanto, quando se trata do profissional de TI, alguns(mas) Recrutadores(as) ainda acham efetivo fazer perguntas aleatórias ou superficiais, incluindo perguntas Sim / Não, nos moldes de “Você está familiarizado com X, Y, Z? ”. 

É difícil verificar o nível de conhecimento de uma área que você não é competente para discutir em detalhes. É por isso que, como Pessoa Recrutadora de TI, você precisa estudar muito, fazer parte de comunidades e saber utilizar ferramentas como github, stackoverflow, kaggle, entre muitas outras, com o intuito de buscar conhecimento, acompanhar as tendências e saber analisar portfólio. Aprender conceitos básicos de programação é uma das coisas mais importantes para esse tipo de trabalho.

Erro # 3 Contratação baseada em viés inconsciente

O viés inconsciente é um tema que tem sido abordado constantemente por diversas pessoas da área de Gente e Gestão, e ficou claro para todos que o ser humano tem sim alguns preconceitos internalizados e a tendência de contratar ou triar profissionais que são semelhantes a ele, seja relacionado à  aparência, forma de pensar, trajetória profissional e por aí vai…

Você não pode simplesmente olhar para o currículo de alguém e dizer: “Só vou contratar pessoas que estudaram na universidade X ou pessoas que se vestem da maneira Y” toda vez que você recrutar para uma posição aberta. Isso é extremamente infundado e preconceituoso. Afinal, pessoas têm trajetórias e oportunidades diferentes, e esses fatores não devem de forma alguma impedir que alguém seja reprovado, ainda mais se as habilidades técnicas são compatíveis ao que você está procurando!

A aquisição de talentos é e deve ser um processo orientado a dados. Somente dessa forma conseguimos deixar nossos vieses de lado e tomar decisões estratégicas e humanas. Outro ponto importante, é ter uma equipe diversa que trabalha com contratação, sendo assim vocês serão mais efetivos em evitar contratações baseadas em viés.

Erro # 4 Eliminar candidatos com LinkedIn incompleto

É claro que todo mundo quer encontrar alguém com o perfil completo, explicando os mínimos detalhes sobre as experiências profissionais. Afinal, você otimizaria o trabalho e daria mais segurança de chamar uma pessoa X para a entrevista. Seria o mundo ideal, não é mesmo?! Porém, não quer dizer que poucas informações no perfil profissional signifique não ter uma boa bagagem. Inclusive, tem muito talento escondido por trás de alguns desses perfis e, se você não tiver uma primeira conversa de alinhamento, pode até perder um profissional peça chave para a sua empresa.

Erro # 5 Huntear um candidato sem olhar o perfil dele direito

É importante termos como valor a realização de um processo de seleção humanizado. Sendo assim, é fundamental antes de convidarmos uma pessoa a participar, entendermos se o perfil dela realmente condiz com a oportunidade aberta. Além disso, pesquise o perfil do LinkedIn dessa Pessoa Desenvolvedora. Dessa forma, você consegue identificar como ela se posiciona naquela rede e, assim, vai enviar um convite de conexão personalizado.

Lembre-se que gerar um bom rapport antes, durante e depois do seu processo de seleção, pode garantir o engajamento desse profissional por um período longo em sua empresa.

Para Refletir

Você se identificou com alguns dos erros listados? Não se preocupe, vou te passar um exercício agora:

Responda as perguntas abaixo. Em seguida, crie um plano de ação para reverter esse quadro!

  1. Quais são os componentes das descrições de cargo que você criou no últimos três meses? Eles não têm informações? Você pode ver o padrão que você está seguindo?
  2. Considerando suas contratações recentes, você costuma deixar o seu viés inconsciente atuar?
  3. Você aborda Pessoas Desenvolvedoras com o perfil incompleto no LinkedIn?
  4. Até que ponto você personaliza sua divulgação?
  5. Como você pesquisa candidatos?
  6. Você tem usado uma abordagem padronizada?

Conclusão

Por fim, o recrutamento de um Profissional de TI é diferente quando comparado às demais áreas. Ou seja, é importante estar atento à forma que estruturamos todo o nosso processo de seleção para não perdermos candidatos qualificados.

Temos que tomar cuidado com erros que podem prejudicar a imagem do seu negócio. O mercado de TI está em alta, e as empresas que conseguem os melhores profissionais são aquelas que adotam um processo humanizado, com divulgações de vagas alinhadas, um processo de contratação diverso para diminuir o viés inconsciente e fazendo uma abordagem personalizada.

Portanto, é muito importante que você que trabalha com R&S se atente a todos esses pontos, ok?!
Conte com a Vulpi para auxiliar você nessa jornada de aprendizado!

Pensando nisso, disponibilizamos diversos conteúdos gratuitos com o objetivo de desenvolver a sua carreira! Criamos uma comunidade pública para você acompanhar e ficar por dentro de tudo. 

 

 


Izabella Silva

Izabella Silva

IT Recruiter Evangelist na Vulpi | Transforming careers through Education and Technology 💜

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *