Você é especialista em RH, tem domínio total para fazer recrutamento e seleção, mas quando chega a hora de contratar um profissional da área de TI sente que não é tão fácil assim? Calma, que isso é normal! E acontece pois a área de tecnologia é muito específica e possuí aquela famosa “sopa de letrinhas” com cargos, linguagens, frameworks e libs. Existem alguns pontos importantes que você precisa levar em consideração ao montar a sua vaga de TI. Confira agora as nossas dicas!

1. Entenda exatamente qual é a vaga para criá-la com mais assertividade

Assim como em todas as outras áreas, é importante saber o detalhamento da vaga e o dia a dia da pessoa que será contratada. Isso é importante para a avaliação do currículo ou portfólio, mas também para a entrevista individual. Entenda a fundo a função: quais habilidades técnicas esse profissional precisa? Quais habilidades comportamentais são cruciais? Qual o perfil ideal para essa posição? Entenda isso e já será um grande primeiro passo.

E para saber de tudo isso, não basta apenas um formulário respondido pela pessoa que quer contratar. Principalmente quando se trata de uma área tão específica, como a de tecnologia. Então para aprofundar ainda mais no entendimento da vaga e do perfil esperado, converse com a liderança da equipe que está contratando. Veja como pode ser essa conversa no próximo tópico.

 

2. Converse com a liderança da equipe sobre a oportunidade no seu time de TI

Tire um tempo seu e da pessoa que lidera a equipe, para que possam conversar. Nesse papo, pergunte quais são as habilidades indispensáveis e desejáveis. É muito comum a gestão dos times pedirem muitos aspectos técnicos. Mas é importante detalhar o que de fato é crucial para o dia a dia da pessoa,  o que é desejável e, ainda, o que é possível que ela desenvolva durante o trabalho. Isso vai facilitar muito na hora de descrever a vaga e recrutar candidatos.

Entenda com o líder como é o dia a dia da pessoa. Quais são os projetos em andamento e quais são as tecnologias utilizadas? Tudo isso importa na hora de selecionar candidatos. Pergunte também com qual funcionalidade a pessoa vai trabalhar, assim como o seu nível do seu conhecimento e experiência.

Outra dica importante: pergunte quem na equipe já executa uma função semelhante. Deixe claro que o objetivo não é comparar as duas pessoas. A ideia aqui é entender, na prática, como é a rotina de trabalho.

 

3. Converse com pessoas que já fazem essa função

Entenda, do ponto de vista de quem faz, como funciona o dia a dia da vaga. Aprofunde o quanto for necessário e entenda qual é a sua rotina, as tecnologias trabalhadas, os desafios, etc. Essa conversa é importante para entender não só a parte técnica, como também as softs skills.

Não deixe de explicar o motivo da conversa. Assim a pessoa ficará à vontade para falar, sem achar que é um feedback ou algo do tipo. Explique que a nova contratação chegará para somar e a importância de serem assertivos nesse processo.

 

4. Capriche na descrição ao montar a vaga de TI

Uma descrição completa é a base de sucesso do contato entre o RH e a pessoa que será recrutada. Com todas essas informações coletadas nas etapas anteriores, descreva detalhadamente a vaga. Inclua:

  • Informações sobre a empresa;
  • Projeto que a pessoa irá atuar;
  • Habilidades: Técnicas Exigidas, Desejáveis e aquelas que podem destacar um candidato;
  • Benefícios;
  • Informações sobre a cultura da empresa e o time;
  • Modelo de contratação, local, horário de trabalho.

 

Tudo isso pode fazer com que as pessoas sintam atração pela vaga, somando com seus interesses profissionais.

Para não correr o risco de ter erros técnicos na descrição da vaga, valide termos e jargões com pessoas da área. Isso é muito importante para a atração de talentos. Os profissionais da área podem desconsiderar uma vaga por falta de informação ou erros. Inclua esse double check antes de publicar a vaga.

 

5. Palavra de ordem: objetividade ao montar a sua vaga de TI

Essa dica vale não só para a última etapa do processo, que é a entrevista individual. Conta para todo o processo. Existem muitas vagas disponíveis para pessoas de TI, então saiba como despertar o interesse. O encantamento é importante, mas tornar o processo objetivo também é bem fundamental.

Seja objetivo na hora de montar a descrição da sua vaga de TI. Vá direto ao assunto, dê destaque ao que é obrigatoriedade e mostre a importância da vaga. Não se esqueça de definir as exigências de seleção. Prefira, por exemplo, avaliar o histórico profissional do que a aplicação de teste. As pessoas avaliam o tempo de candidatura e quanto mais a empresa dificultar esse processo, menos interessados ela pode ter. E, por fim, seja prático também na conversa individual. Resuma seu roteiro para aquilo que realmente importa. Leve anotado o que é crucial e estabeleça uma conversa franca.

 

Esperamos que as dicas ajudem nos próximos processos de recrutamento e seleção para pessoas de TI. Continue acompanhando nossos artigos para mais dicas da área sobre como tornar seu processo de recrutamento e seleção cada vez mais estratégico.

Aproveite para ver o nosso vídeo no Youtube com dicas para montar a sua vaga.

 

E, se tiver precisando de ajuda para concluir as vagas de TI na sua empresa, conte com a Vulpi!

Você pode clicar aqui para conversar com um dos nossos especialistas.

 


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *