Ao criar um anúncio de vaga, você pensa em que? Somente expor a sua necessidade de um profissional e aguardar que apareçam inúmeros candidatos? Nas novas plataformas de anúncios, você mantém o padrão adotado em outros momentos?

É inegável que as redes sociais criaram um dinamismo assustador nas interações pessoais. E esse diálogo quase que instantâneo também chegou à esfera comercial.

Da mesma forma que mudou-se a conversa informal, criando-se espaços interacionais tais como o Facebook e o Twitter, o contato formal, a forma de interação profissional também ganhou novos espaços. Dentre esses novos meios de comunicação empresarial, destaca-se o LinkedIn, tido como parâmetro comercial, mas há quem inove nesse nicho, como é o caso da plataforma Vulpi.

Obviamente, você também notou que, além das novas plataformas de interação, alterou-se o diálogo e, muitas vezes, não há padrão para todas as redes. Então, por mais que facilitem as conversas diárias, é preciso estar adequado ao discurso de determinado ambiente.

A importância de um anúncio

Se a gente perguntar: “Por que você deve criar um anúncio?”, com certeza ouviremos respostas referentes à necessidade da contratação, para que as pessoas saibam da vaga e candidatem-se.

E não está errado. Porém, está incompleto. E já te explicamos o porquê.

Ao criar um anúncio, você estabelece os requisitos para a vaga, o salário ou bolsa, carga horária e todo aquele texto padrão que vemos por aí. Um simples anúncio de vaga.

Mas, você já parou pra pensar em quem está vendo aquele anúncio? Imagine que dezenas ou centenas de pessoas não conhecem a sua empresa. O anúncio da sua empresa transmite algo sobre quem são vocês?

Os anúncios podem ser o cartão de visita da sua empresa. Um candidato que a desconhece, pode muito bem ignorar o seu anúncio se a linguagem não for compreensiva ou inadequada.

RECEBA GRÁTIS - RHTECH

Da mesma forma, um anúncio bem redigido, com informações necessárias e expostas de maneira agradável à leitura terá uma repercussão positiva entre os candidatos.

A tendência é de que anúncios bem elaborados atraiam candidatos mais qualificados à vaga, pois se o discurso do seu anúncio alinha-se à leitura do candidato, a chance dele preencher os requisitos é bem maior.

Como criar um anúncio

A primeira coisa a se pensar, antes mesmo de começar a redigir a vaga a ser ofertada é: Você deseja que as pessoas candidatem-se?

Crie o desejo

Pode parecer uma pergunta boba, mas é um ponto interessante a se pensar. Por que, ao invés de dar ênfase aos “obstáculos” que os candidatos enfrentarão, não promover a vaga de maneira que as pessoas tenham vontade de conquistar o emprego?

Escolha bem a linguagem

E uma forma de despertar o interesse das pessoas é falar a língua delas. O seu candidato sabe, por exemplo, que a vaga não foi escrita por um desenvolvedor, então ele não espera de você, uma linguagem com jargões da área.

Um anúncio é mais atrativo quando é evidente o cargo ou função a ser desempenhada. Objetividade, nas redes sociais, também é uma qualidade para sua empresa.

Apresente a empresa

Ao descrever a vaga oferecida, transpareça em que aquela vaga relaciona-se com a cultura da sua empresa.

Não foque somente no “o que fazer”, mas demonstre como aquilo que será feito tem importância para a empresa e agregará valor.

Relacione a vaga à empresa, fale de forma sucinta sobre a empresa, de maneira que desperte o interesse dos candidatos em integrar o quadro de colaboradores.

Saiba cobrar os requisitos

Como dito anteriormente, textos demasiadamente longos afastam os candidatos. Seja sucinto nas especificações e exigências.

Seja objetivo. Não é necessário delongar-se nas explicações, com poucas frases você já é capaz de explanar sobre as responsabilidades dos candidatos. Procure por expressões que tragam um contexto subentendido e você conseguirá um anúncio assertivo.

Releia sempre o texto do anúncio e atualize as exigências da vaga para a necessidade do momento.

Destaque os pontos mais importantes

É importante destacar os trechos que são sempre mais visados numa leitura de anúncio: o que se pede e o que se oferece.

O candidato, intuitivamente, inicia a leitura de um anúncio procurando por esses tópicos. Então, se você apresenta um texto confuso e extenso, o candidato irá eliminar, imediatamente, o seu anúncio.

Faça tópicos com as exigências e os benefícios ofertados. Isso tornará a experiência do candidato com a leitura do seu anúncio mais agradável.

Listas ou marcadores são excelentes formas para organizar o seu texto.

Últimas dicas

Com essas dicas, você criará anúncios muito mais assertivos, não somente para o LinkedIn. Mas, tenha certeza de que seu anúncio:

  • É atraente e dialoga com o perfil ideal de candidatos. Além de ser detalhado;
  • Tenha um texto bem descritivo. Seja bem específico;
  • Apresente os mais importantes requisitos de forma sucinta
  • Utilize termos relevantes para os candidatos;
  • Inclua benefícios ou vantagens relativos ao cargo

Após elaborar o seu anúncio, seguindo as dicas da Vulpi, basta criar um processo de recrutamento efetivo e trazer para sua equipe, os melhores profissionais!

Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, deixe um comentário para a gente. E não deixe de compartilhar o conteúdo com os seus amigos que estão a procura dos melhores desenvolvedores.


Avatar

Fellipe Couto

Fundador da Vulpi, já ajudei diversos clientes a encontrarem os melhores desenvolvedores para suas empresas. Apaixonado por empreender e transformar o mercado de desenvolvedores através de oportunidade de carreira e reconhecimento.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *